RSS

Curiosidade - Playstation

Gors Filed Under: Marcadores: ,

Algumas semanas atrás, havia feito um post mostrando as curiosidades dos controles Nintendo e o quanto eles ajudaram na inovação dos videogames. É claro que nem de Nintendo vive o gamer: dessa vez, vou falar do grande rival da Nintendo na época do N64 e da sua origem como um add-on para o SNES.

Na década de 80, um jovem e engenhoso Ken Kutaragi assistia à filha jogando seu NES (ou mais precisamente, Famicom). Ele então percebeu que o mercado de videogames tinha um enorme potencial e começou a trabalhar em hardwares.

Sonystas, agradeçam este cara


Na época, empresários da Sony viam videogames como 'modinha' e que iria acabar logo. Ken Kutaragi então recebeu a proposta da Nintendo de fazer um chip de som para o console que ela estava fazendo, algo que ele topou prontamente. Trabalhando às escondidas, Kutaragi criou o chip SPC-700, o chip responsável pelo som de alta qualidade do SNES comparado ao do rival SEGA Genesis. Quando os executivos da Sony descobriram que seu empregado estava trabalhando para uma outra empresa secretamente, eles ficaram furiosos e se não fosse por Norio Ohga, um CEO da Sony, Kutaragi estaria no olho da rua.

Após esse atrito, Kutaragi ainda conseguiu persuadir a Sony a fazer um console, um videogame mesmo. Foi esse o pontapé inicial do Play Station (na época, escrito separado mesmo).

Inicialmente, o Play Station ia ser um add-on para o já bem-sucedido Super Famicom. Inclusive, o conector EXT, posicionado abaixo do console, era justamente para encaixar o Play Station. Assim, o console seria capaz de ler CDs, produzindo assim jogos com gráficos impensáveis para a época.

Pô, eu queria que isso fosse verdade...


Porém, por algum motivo estranho, Nintendo furou os olhos da Sony e foi fazer um videogame com CD junto com a Philips (que foi um grande fracasso, gerando os infames Legend of Zelda e Mario Bros muito utilizados em Youtube poops).


Olha só o que você fez, Nintendo.


Norio Ohga, furioso com esse rompimento, decidiu então que Sony faria seu próprio console, e que iria se rivalizar com a Nintendo. Em 1994, nasce o Playstation (agora sim, com o nome junto).

Controle protótipo do Playstation. Veja que ele carregou traços
do SNES, desde o formato até o posicionamento de botões. O
'xis' e a 'bolinha' também estão invertidos

Versão final do Playstation, com o Dual Shock

O novo console era capaz de ler CDs nativamente, e era capaz de renderizar 3D, o que atraiu muitos third-parties. Ele usava memory cards para salvar seus jogos, e contou com uma grande coleção de games, dentre eles Resident Evil, Winning Eleven e Final Fantasy 7, para nomear alguns.

Teiyu Goto, o designer do console, disse à Famitsu que escolheu símbolos ao invés de letras para botões para ficar mais fácil de memorizar. "Na época, outras empresas colocavam letras do alfabeto ou cores nos botões. Queríamos algo simples de lembrar, por isso escolhemos os ícones ou símbolos e eu inventei a combinação de triângulo-círculo-X-quadrado logo depois. Dei um significado e uma cor a cada símbolo",diz.

"O triângulo representa ponto de vista; eu fiz com que ele representasse uma cabeça, ou direção, e pintei-o de verde. O quadrado é um pedaço de papel, representando menus ou documentos, e ficou rosa. O círculo e o X representam as decisões ‘sim’ e ‘não’, então os fiz em vermelho e azul, respectivamente. As pessoas achavam que as cores estavam bagunçadas, então eu tive que reforçar para o gerenciamento que era isso que eu queria."

No Japão, é comum usar o círculo como símbolo de 'certo' e o xis de 'errado' (conhecido como 'maru' e 'batsu', respectivamente). É por isso que nos jogos japoneses, confirmar opções está designado ao botão 'bolinha'. No ocidente, as funções foram invertidas porque aqui é mais comum marcarmos um 'xis' na questão correta e considerar a 'bolinha' como 'zero'.

Publicado originalmente neste site; revisado e pesquisado por Gors.

|

0 Responses to "Curiosidade - Playstation"

Postar um comentário